O CERN inaugura o seu mais novo acelerador

Genebra, 9 de Maio de 2017. O CERN inaugura o seu mais novo acelerador, destinado a ser o primeiro passo numa sucessão de estágios de aceleração que leva protões cada vez mais energéticos até ao LHC. O novo acelerador, chamado Linac 4, vem substituir o venerável Linac 2, em serviço desde 1978, podendo acelerar simultâneamente duas vezes mais protões do que o seu antecessor. Segundo Frédérick Bordry, diretor de Aceleradores e Tecnologia do CERN, este novo acelerador é "um marco importante não só para o Laboratório Europeu de Física de Partículas, mas também para os seus colaboradores científicos e industriais em vários países, que ajudaram a desenhar e construír a nova máquina". O novo acelerador, que levou 10 anos a projetar e construír, vai acelerar iões negativos de hidrogénio (um átomo de hidrogénio mas com dois eletrões) até à energia de 160 mega-electrões-volt (MeV). Em seguida os iões passam para um outro acelerador, o Proton Synchrotron Booster (PSB), onde serão removidos os eletrões e acelerados os protões até energias três vezes maiores. No final da cadeia de aceleração, estão várias experiências, incluindo o LHC com os seus 4 grandes detectores de partículas e muitas outras experiências de alvos fixos, estudando várias propriedades da matéria na sua escala mais infinitesimal.

 

 

Publicado/editado: 09/05/2017

© 2016 Divisão de Física de Partículas