Capa
Volume 44 / Fascículo 4
Março 2022
Conteúdo restrito a subscritores

Surge este número da Gazeta num tempo em que paira sobre a Humanidade um sentimento de incerteza, sensação estranha para a maior parte de nós, habituados como estamos às quase certezas que cada dia seguinte sempre nos traz. Se a pandemia, embora de modo difuso, parece finalmente querer deixar-nos, as nuvens negras que alastram no leste europeu fazem lembrar outros tempos de que já não queríamos ter memória. A ciência, como deve ser vista, também não escapa a esta turbulência – por definição um problema físico da maior complexidade.


O prémio Nobel da Física 2021, foi atribuído a Giorgio Parisi (1/2) “for the discovery of the interplay of disorder and fluctuations in physical systems from atomic to planetary scales” [1]. O prémio distingue o trabalho de Parisi sobre vidros de spin que são sistemas complexos. Parisi desenvolveu um novo método para descrever sistemas complexos, o qual teve um enorme impacto em física, e outras áreas, muito diversas. Neste artigo, apresentarei o estudo de vidros de spin e mencionarei alguns exemplos da sua influência em diferentes áreas.


No ano letivo 2020/2021, foi desenvolvido o projeto “Aprender +FQ com motivação – Quizzes” com todos alunos do 9.° ano de escolaridade, no Agrupamento de Escolas de Real (Braga). Pretendeu-se aumentar os níveis de interesse, motivação e conhecimentos dos alunos na disciplina de físico-química, através da introdução de elementos de jogo (“Gamificação”) no processo de ensino-aprendizagem, e que se encontram integrados na plataforma online de ensino à distância (E@D) Quizizz (https://quizizz.com/). A realização de jogos didáticos online, sob o formato de lição e quiz, num ambiente saudável de competição, sobre todos os conteúdos lecionados na disciplina de físico-química do 9.° ano de escolaridade, pretende responder eficazmente a uma nova realidade de ensino que emergiu com a doença Covid-19, declarada de dimensão pandémica pela Organização Mundial de Saúde no dia onze de março de 2020: ensino presencial, misto e não presencial. Verificou-se através dos resultados obtidos no estudo que os alunos reconhecem a mais valia da realização dos quizzes, sob o formato de lição ou quiz, num ambiente de jogo, como uma mais valia para a sua aprendizagem de conteúdos lecionados na disciplina de físico-química do 9.° ano de escolaridade.


Neste artigo, são recriadas experiências históricas de indução eletromagnética, feitas com material muito simples, e que podem servir como recurso didático para os professores explorarem na sala de aula. São também sugeridas algumas atividades que podem ser desenvolvidas com os alunos.


Giorgio Parisi (1948-…), que recebeu metade do Nobel da Física de 2021 “pela descoberta da interação de desordem e flutuações em sistemas físicos de escalas atómicas a planetárias”, tem sido um físico teórico extraordinariamente prolífico. É autor de centenas de publicações (mais de uma centena sem co-autores) e com um impacto científico de todo invulgar - na plataforma Google Scholar são contabilizadas mais de 90 000 citações (!) aos seus trabalhos. Mas destaca-se também pela sua transversalidade científica e personalidade que angaria estima.


«Ciência, Tecnologia e Medicina na Construção de Portugal»

Tinta da China, 2021, 4 volumes, coordenação geral de Ana Simões e Maria Paula Diogo. ISBN 978-989-671-596-0

Esta obra em 4 volumes dá uma visão da importância que as ciências, tecnologia e medicina tiveram na construção de Portugal. Dá visibilidade à História da Ciência, compila estudos sobre a área, tornando-os acessíveis ao público em geral, e atenua o alheamento que a História dá ao papel da ciência tecnologia e medicina na História nacional.


Relatividade Restrita, Crónica de uma visita guiada”, editado pelas Edições Silabo, e da autoria do Luís Rodrigues da Costa, engenheiro de Minas (IST), Quadro Superior do Ministério da Economia, aposentado.

Logo na capa, e como subtítulo, o autor esclarece que se trata de “Um diálogo entre amigos sobre Encontros no Espaço e no Tempo e no Espaço-Tempo”.


Magnetismo

Imagina que gostarias muito de ter uma bicicleta e um skate mas tens de optar por apenas um deles. Ficas indeciso entre os dois, e acabas por escolher a bicicleta mas sentes-te frustrado por não poderes ter um skate. Depois tens uma ideia: combinas com a tua irmã que ela escolhe o skate e, assim, podem alternadamente usar a bicicleta ou o skate. Pois, certos materiais por vezes têm de fazer opções difíceis não ficando totalmente satisfeitos com a escolha feita. Dizemos que estes materiais estão frustrados. Mas o que são mesmo materiais frustrados?


A Real Sociedade Espanhola de Física (RSEF) atribuiu, em 2021, o prémio de Física RSEF – Fundación BBVA, aos professores Manuel Fiolhais, professor catedrático da Universidade de Coimbra e Rogério Nogueira, professor de Física e Química da Escola Secundária Eng. Acácio Calazans Duarte. O prémio foi atribuído pelo artigo “Sistema mecánico con un potencial catastrófico”, publicado na Revista Española de Física, considerado a “Melhor Contribuição Didática nas publicações da RSEF”. 


 

O Prof. João da Providência Santarém e Costa, falecido em 9 de Novembro de 2021, teve uma vida de dedicação plena à academia desde que se formou em Ciências FísicoQuímicas, em 1954, na Universidade de Coimbra (UC), até que aí se jubilou em 2003. Tornou-se professor catedrático da UC em 1972, tendo em várias ocasiões sido responsável pelo Departamento de Física.


Faleceu no dia 8 de dezembro de 2021 a Profª. Maria Margarida Ramalho Ribeiro da Costa, professora catedrática jubilada do Departamento de Física da Universidade de Coimbra. Margarida Ramalho nasceu em Coimbra a 28 de Agosto de 1945. Após os estudos liceais, onde mostrou vocação para as Ciências, cursou Ciências FísicoQuímicas na Universidade de Coimbra, obtendo o grau de licenciado em 1966 com a classificação de 17 valores, tendo sido contratada de imediato como assistente de investigação no seio do grupo de Física do Estado Sólido liderado pelo saudoso Prof. Luiz Alte da Veiga. 


Maria Helena Carvalho de Sousa Andrade e Silva, professora aposentada da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), faleceu aos 94 anos no passado dia 31 de Outubro. A sua vida profissional e pessoal cruza-se com a história da FCUL no século XX, e em particular com a história do Departamento de Física. 


A terapia de protões é um tipo de radioterapia que utiliza as propriedades físicas da interação de partículas carregadas com a matéria por forma a maximizar a dose depositada nas regiões de interesse enquanto minimiza a dose depositada em tecidos saudáveis. Na base da técnica está o facto de as partículas carregadas, no caso os protões, interagirem diretamente com a matéria através da excitação e ionização dos eletrões do meio, perdendo cada vez mais energia à medida que a distância percorrida aumenta. Esta perda de energia, tanto maior quanto menor for a energia cinética das partículas, resulta numa estrutura conhecida pelo pico de Bragg e permite um controle muito preciso sobre a deposição de energia em profundidade. É possível minimizar a dose no percurso até à região a tratar, mas sobretudo a dose a jusante do tumor é negligenciável, permitindo diminuir significativamente o risco da radiação nos órgãos adjacentes.


O Núcleo Português de Magnetismo (NPM) foi idealizado em 2019 após se identificar a necessidade de congregar formalmente a comunidade portuguesa que trabalha nas variadas áreas de investigação em magnetismo. Esta comunidade tem vindo a realizar trabalho de ponta/referência nas últimas décadas, marcando presença constante e notória em eventos internacionais, e tendo também atraído para o país a realização de conferências internacionais. Apesar de ser uma comunidade ativa e numerosa, não havia, até à data, um ponto de união para promover o diálogo e colaboração a nível nacional.


A União de Físicos de Países de Língua Portuguesa (UFPLP, ufplp.org), da qual a SPF é sócia-fundadora, está a organizar a 4.ª Conferência de Física dos Países de Língua Portuguesa (4CFPLP), a ser realizada de 12 a 16 de setembro de 2022 na Cidade da Praia, em Cabo Verde. Com o tema “A Física para o Desenvolvimento Sustentável”, a Conferência insere-se nas atividades que celebram 2022 como “International Year of Basic Science for Sustainable Development”, proclamado por uma resolução aprovada na Assembleia Geral da ONU em 2021.


A European Physical Society (EPS) encontra-se a organizar a primeira edição do EPS FORUM que terá lugar na Universidade Sorbonne, Paris, entre 2 e 4 de junho de 2022. O EPS Forum é um encontro internacional direcionado a todos os investigadores europeus, estudantes de doutoramento e pós-doutorados que procurem oportunidades de investigação em grandes empresas e start-ups, visando encorajar o diálogo com representantes do setor industrial. 


O Núcleo Português de Magnetismo encontra-se a organizar o encontro “Magnetism in Portugal 2022”, que terá lugar na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, nos dias 12 e 13 de setembro de 2022. O encontro é dedicado a jovens investigadores, estudantes de mestrado, de doutoramento e de pós-doutoramento, envolvidos ou interessados em diferentes temas do Magnetismo. 


Fase Regional:

23 de abril de 2022

Fase Nacional:

28 de maio de 2022 no Departamento de Física da Universidade de Coimbra

http://olimpiadas.spf.pt/index.html


FISICA 2022 - 23ª Conferência Nacional de Física | 32º Encontro Ibérico para o Ensino da Física de 7 a 10 setembro de 2022

https://fisica2022.spf.pt/


© 2019 Sociedade Portuguesa de Física