Capa
Volume 37 / Fascículo 3
Dezembro 2014
Descarregar revista
normalmente tranquila relação entre a ciência e a sociedade portuguesa tem andado agitada nas últimas semanas. Nos jornais e nas redes sociais, cientistas e cidadãos trocam cartas abertas em que discutem os seus pontos de vista e a racionalidade dos seus argumentos. Discute-se o que é ciência e pseudo-ciência, prova científica e mero acaso, revisão por pares e experiências com grupos de controlo, e por aí fora.
Os polímeros eletroativos estão a ganhar uma grande importância devido ao seu enorme potencial de aplicação na área biomédica, geração e armazenamento de energia, monitorização e controlo, entre outras. Estas aplicações incluem o desenvolvimento de sensores e atuadores, membranas de separação e filtração e scaffolds inteligentes e funcionais, para referir apenas alguns.
Exploram-se aspetos mecânicos e termodinâmicos numa caminhada, usando um modelo simples de forças constantes e exemplificando com um boneco que se desloca graças a uma fonte interna de energia.
Referem-se as notáveis capacidades das múltiplas células do nosso corpo, os mecanismos de detecção e de controlo que possuem e os métodos de imagem de que dispomos para observar este microcosmos, com realce nas propriedades físicas em que se baseiam. A esperança de que a Biologia Quântica venha trazer novos progressos nos meios de observação, permitindo perceber os mais débeis sinais celulares, é também referida.
«Como funciona o nosso cérebro?» Nunca, como hoje, foi possível responder de forma tão rigorosa e completa a esta pergunta, velha de séculos. O cérebro esconde ainda muitos dos seus segredos, mas, graças à Física e à Engenharia, entre muitas outras disciplinas, novas e fascinantes descobertas são feitas todos os anos sobre este órgão, sem dúvida o mais complexo e surpreendente que possuímos.
Possivelmente já sabes que os azulejos foram introduzidos em Portugal pelos mouros - azulejo vem da palavra árabe az-zulayj que significa pedra polida – e desde o século XV são utilizados no nosso país como elemento decorativo.
O Doutor Álvaro Balsas publicou recentemente no Brasil, em co-edição da Livraria da Física e da EDUEPB, a obra ‘Realismo e Localidade em Mecânica Quântica’, obra baseada no trabalho apresentado em 2010 na Faculdade de Filosofia de Braga como tese de doutoramento em Filosofia, Especialidade em Filosofia da Ciência. Tendo em conta a importância do assunto versado, e o cuidado com que ele é exposto, penso que se justificam as palavras que se seguem.
O dia-a-dia dentro de uma faculdade de Ciência e Engenharia não é calmo, mas não é por isso que mais de 15 colaboradores (maioritariamente alunos) distribuídos por cinco cursos e duas universidades deixam de contribuir para a Pulsar, revista de divulgação científica.
Academia de Ciências de Estocolmo atribuiu o Prémio Nobel da Física de 2014 a três cientistas japoneses: Isamu Akasaki e Hiroshi Amano, da Universidade de Nagóia, no Japão, e Shuji Nakamura, da Universidade de Califórnia - Santa Barbara pela “invenção de eficientes díodos emissores de luz azuis, que permitiram a criação de luzes brancas brilhantes e economizadoras de energia.” A merecida recompensa ilustra as aplicações da física na nossa vida.
O Antigo Gabinete de Física da Universidade de Coimbra, hoje parte do Museu de Ciência da Universidade, foi recentemente nomeado pela Sociedade Europeia de Física (EPS) como um “EPS Historic Site” (Sítio Histórico Europeu), uma distinção que tem sido atribuída a locais na Europa que desempenharam um papel relevante no desenvolvimento da física.
O LIP e o CERN organizaram em parceria mais uma edição da “Escola de Professores no CERN em Língua Portuguesa”, que decorreu no CERN, Genebra, Suíça, de 24 a 29 de agosto.
Após visitas ao Reator de Fusão - Tokamak no Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear e ao Reator de notícias - . / ! 0 1 2 0 3 0 4 ! 1 15 notícias !"#$%&%'(%')*+#,!'(!'-$#.%/+#(!(%'(%'01#2"/! 3+,14!'(%'5/16%++1/%+'$1'0378'%2'9*$:;!'51/&;:;%+! Para os físicos e amigos da física. ! " # $ % &# ' % ( ) * ) + # ! * , (! , & 16 Fissão Nuclear no Campus Tecnológico e Nuclear, instituições do Instituto Superior Técnico, um grupo de 31 alunos do 12º ano, das Escolas Secundárias Ferreira Dias do Cacém e Pedro Nunes de Lisboa, acompanhados por professores das duas escolas, rumaram até Oxford para explorar o Centro de Ciência de Culham.
O Departamento de Física e Astronomia (DFA) da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto assinalou os 50 anos do curso de licenciatura em Física, na passada semana de 20-25 de Outubro.
O Instituto Superior Técnico, através do seu Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN), organizou neste verão duas ações de formação destinadas a professores do ensino secundário: lasers (7 a 11 de julho) e fusão nuclear (8 a 12 de setembro).

A 19.ª Conferência Nacional de Física e o 24.º Encontro Ibérico para o Ensino da Física – conjuntamente designados por “FÍSICA 2014” – tiveram lugar em Lisboa, de 2 a 4 de Setembro de 2014. Este encontro bienal é organizado pela SPF e atrai físicos, professores e estudantes de todo o país e da vizinha Espanha. O número total de participantes foi de 250.


Sem palavras: bastava se o Decreto n.º 896 fosse transcrito, tal é a clareza do mesmo como se pode ler no fac simile, que mostra partes dele e da Portaria que foi publicada simultaneamente. Contudo, aproveitemos a oportunidade para analisar como vai o OUSAR a experimentação hoje.

Física 2014 - Fotografias


© 2016 Sociedade Portuguesa de Física